Orientações

.

Orientações para auxiliar na viagem pelo Blog :

Naveguem pelos marcadores (palavras-chave) ao lado e, ao abrir uma das viagens

ou contos, atentem para o título (que indicará a data da viagem).

Obrigado e boas viagens ...


sábado, 21 de abril de 2018

Viagem Europa 2018 - ainda na França (parte 10)

Obs.: para ampliar as fotos, basta clicar sobre elas.
Olá!
Em Bagnols-sur-Cèze, após tranquila noite, pela manhã, fomos passear na cidade.
Área de Serviços em Bagnols-sur-Cèze - San&Dan
Bagnols-sur-Cèze: antiga urbe galo-romana, cuja cidade desenvolveu-se a partir do séc. XII. Possui belas fontes espalhadas, com muito prédios antigos e medievais.

Nas quartas-feiras, a cidade se transforma em um imenso mercado, pois quase todas as ruas cobrem-se com barraquinhas de venda de produtos. Alimentos crus e prontos para consumo; frutas, legumes e verduras; flores e mudas; azeitonas e queijos de todos os tipos e formatos, roupas; calçados; artesanatos, quinquilharias, ferramentas,...
Muitos dos pontos de interesse histórico estavam encobertos pelas barracas, mas, visitamos o que foi possível.
Começo da feira (umas 30 quadras ao todo) - San&Dan
Feira e arco ao fundo - San&Dan
A igreja St. Jean Baptiste está em obras de restauro (vai ficar belíssima), é antiga e foi construída sobre uma igreja que havia do séc. XI.  Passando pela rua lateral da igreja, uma simpática freira nos convidou para entrar e visitar a Cave Bethel, com pequeno museu religioso e secretaria. Foi lindamente restaurada e atualmente, está servindo para a realização de missas de pequeno porte.
Igreja St. Jean Baptiste - San&Dan
Fachada e porta principal - San&Dan
A entrada das Caves - San&Dan

Parte reservada às missas - San&Dan
Secretaria e pequeno museu - San&Dan
Caminhamos mais algumas quadras e fotografamos a torre do relógio (séc. XVI).
Aproveitamos a feira, adquirimos alguns produtos e fomos para a estrada. O próximo destino fica a apenas 10km: Point-Saint-Esprit.
Torre do Relógio - San&Dan
Point-Saint-Esprit: com arquitetura medieval, séc. XIII, preserva algumas das construções de sua origem.  É uma pequen cidade, às margens do Rhône, um pouco difícil de circular (ruas estreitas e com obras), mas conseguimos estacionar.   Almoçamos e depois fomos passear pela cidade.
Fomos até a ponte, com boa parte construída no período medieval, fotografamos a Citadelle (antiga cidade amuralhada) e as igrejas St. Pierre e St. Saturnin.
Cittadelle e parte da ponte - San&Dan
As igrejas e casarios, vistos da ponte - San&Dan
Nos fundos da igreja, fotografamos a bela ponte e o Rhône.
A ponte medieval e o Rhône - San&Dan
Passamos pela curiosa Rue des Quatre Vents; passamos por mais algumas ruelas e nos assombramos com o descaso à alguns lindos edifícios históricos (particulares), com risco de desabamento.
Rua des Quatre Vents - San&Dan
Pequenos becos e passagens - San&Dan
Antiga igreja, interditada - San&Dan
Ao sair da cidade passamos com o motorhome sobre a antiga ponte, seguindo para Chambéry, por rodovia não pedagiada. Faltando uns 15km para chegarmos, havia um desvio, em função de obras na antiga rodovia.
Pela estrada, o Canal do Midi  - San&Dan
Pela estrada, as montanhas se aproximando - San&Dan
A estradinha do desvio era estreita e sinuosa (mão dupla), dois veículos normais passavam ao mesmo tempo, mas o motorhome, mesmo pequeno, nos deixou preocupados. Quando vinham vans ou ônibus em sentido contrário parecia que metade das suas rodas direitas ficavam ao precipício...
Túnel escavado na rocha... - San&Dan
Enfim, chegamos em Chambéry, na Área de Serviços, onde não permitem mais a diária completa gratuita e o custo de estacionamento de dia é caríssimo (25 euros para 9 horas).  Não encontrando outra opção, pela manhã, pagamos e fomos ao centro de ônibus, pois é impossível trafegar com o motorhome em ruas antigas, estreitas e sem estacionamento suficiente.
Área de Serviços de Chambéry - San&Dan
Chambéry: cidade medieval e capital histórica de Savoia, que serviu de residência aos Condes e Duques de 1232 à 1563, antes de  partirem para Turim (hoje Itália).

Fizemos o percurso histórico: praça e Palais de Justice; Château des Ducs de Savoie.  Tudo o mais rapidamente possível, pois cada hora de estacionamente equivalem a mais de R$10!
Palais de Justice - San&Dan
Palais de Beaux Arts - San&Dan

Parte do Château, visto de longe - San&Dan
Parte lateral do Château - San&Dan
A Catedral St. François (séc XV); possui ampla nave central, com mais de 6 mil metros quadrados de pintura e, o que parecem arcos e esculturas, são pintados, com sombreamento!. O imenso órgão data de 1844, com mais de 2.800 tubos.
Catedral St. François - San&Dan
Órgão e as pinturas nas paredes - San&Dan
Todas as paredes e teto são pintadas! - San&Dan
Pelo caminho, muitas ruelas e becos, para lembrar que estamos em uma bela cidade medieval.
Bequinho - San&Dan
A entrada em uma das passagens - San&Dan
Passagens e becos - San&Dan
A torre do relógio - San&Dan
 O Hôtel de Ville - San&Dan
Retornamos para o motorhome e seguimos viagem. Fizemos uma parada em Rumilly, para abastecer despensa e diesel. Seguiremos para a Suíça, mas isto fica para a próxima postagem.

Até logo!
Estrada serpenteando - San&Dan

Viagem Europa 2018 - França (parte 09)

Obs.: para aumentar as fotos, basta clicar sobre elas.
Bon Jour! 
Em Lourdes, na Área de Serviço, a entrada/saída e o pagamento, são feitos somente numa máquina automática (cancela/guichê), com cartão de crédito; que se insere na entrada. Ao sairmos, não aceitou nosso código, e a mensagem dizia “pagamento não efetuado”; ora, como pode pagamento não efetuado se já aceitou na entrada?

Eram 8:45h da manhã e a atendente da secretaria viria apenas as 10h!
Imaginamos que ela nos viu pela câmera, e chegou para nos ajudar, após uns 30 min.. Explicou ela que, para renovar a diária é necessário sair com o motorhome e reentrar! (!). Coisas do “sistema”.

Enfim fora, fomos para a estrada e, ao longo do dia, a chuva voltou, porém mais fraca.
Área de Serviços na rodovia pedagiada - San&Dan
Viaduto do trem - San&Dan
Castelo em Foix - San&Dan

Passando por Carcassone (visitada em 2013) - San&Dan
Às 18h, chegamos na Área de Serviços de Narbonne. Haviam apenas 03 vagas disponíveis. Estacionamos, ligamos a luz e ficamos dentro do motorhome, nos aquecendo.
Área de Serviços em Narbonne - San&Dan
Domingo pela manhã, um pouco de nuvens, mas logo o sol veio com força. Fomos até o Carrefour (uns 500m), e estava fechado, assim como todas as lojas do centro comercial. Fomos ver os horários dos ônibus, para ir passear na cidade: mas domingos e feriados eles não circulam!
Aproveitamos o dia de sol para colocar ordem nas coisas, guardar itens não mais utilizados; arrumar as botijas de gás e os pequenos baús; limpar e arejar tudo (roupas e casa).

Para o almoço, fomos num Burguer King próximo (lotado), onde aproveitamos para acessar rapidamente a internet. Perto dali, uns rapazes estavam com seus (aqui) raros Fuscas (Coccinelles), passeando no domingo...
Fuscas (Coccinelle) - San&Dan
Original e lindo - San&Dan
Segunda pela manhã, nublado e vento congelante. Fomos para a cidade com o ônibus (gratuito para quem está na Área de Serviços!).
Canal de la Robine - San&Dan
Narbonne: cidade romana de Narbo Martius, foi a segunda cidade romana estabelecida fora da Itália (a primeira foi Cartago), no ano de 118 a.C. Está ligada ao Canal du Midi e ao Rio Aude pelo Canal de la Robine. Ao longo dos séculos, foi ocupada por muitos povos diferentes (árabes, sarracenos, vikings, entre outros). 
Canal de la Robine e eclusa - San&Dan
Passarela florida sobre o canal - San&Dan
Fomos ao Office de Tourisme buscar mapa e informações; fotografamos o canal de la Robine, as lindas pontes e passagens, depois, ao mercado Les Halles (mais da metade das lojas fechadas).
Ponte dos Mercantes - San&Dan
Les Halles - San&Dan
Voltamos para o centro antigo, para visitar o Hôtel de Ville (administração municipal) e ali perto, a Catedral St. Just e St. Pastor. A imensa Catedral, construída de 1272 à 1332, com órgão (de 1721) e altar com baldaquim indescritíveis, mas uma curiosidade: está inacabada. Em várias épocas tentaram terminá-la, mas parece que não terá continuidade.
Hôtel de Ville - San&Dan
Lindo edifício, "Aux Dames de France" - San&Dan
Catedral, com parte inacabada - San&Dan

Baldaquim do imenso altar - San&Dan
Dimensões exageradas do órgão - San&Dan
Andamos por algumas ruelas e chegamos ao Horreum, galerias romanas subterrâneas, do séc. I e encontradas durante escavações para obras, a uns 5 metros abaixo do nível do solo. O valor pago não vale a visita (e atendimento rude), mas só se aprende assim.
Galerias subterrâneas do Horreum - San&Dan
Cenário demonstrando como era quando ocupado - San&Dan
Era segunda-feira, mas muitos comércios estavam fechados. A Policia Municipal nos indicou uma boulangerie/pâtisserie (padaria/confeitaria), perto do Canal de La Robine.
O local é pequeno, mas sempre lotado. Comemos um grande sanduíche com queijo de cabra e nozes (muito queijo e muitas nozes) e um café com leite para esquentar.
Uma das muitas fontes (Dan lendo mapa) - San&Dan
Antiga igreja atual museu da lapidação - San&Dan
Depois pegamos a Navette (microônibus) gratuita, que faz um percurso pelo centro e estacionamentos. No percurso, vimos uma lavanderia automática. Tomamos um ônibus, até o motorhome, e voltamos para lavanderia com duas sacolas de roupas sujas...
Este tipo de serviço de lavanderia, ainda raro no Brasil, é muito prático, pois em uma hora e meia (no máximo), toda a roupa estava lavada e seca (na secadora), por apenas €6,00.
Voltamos à boulangerie do almoço, para um saboroso doce com café e, depois, para o motorhome, felizes com toda a roupa limpa.
Palácio dos Arcebispos - San&Dan
Novo dia, sol e calor; fizemos os deságües, abastecemos e fomos pagar as diárias, numa máquina. Novamente, o “sistema” não aceitou nosso cartão.
Uma senhora holandesa, vendo nossa dificuldade propôs usar o cartão dela para pagar e nós lhe restituirmos em dinheiro. Benditas sejam estas pessoas atentas às dificuldades de outras.
Prático sistema de água/esgoto/esgoto wc  -  San&Dan
Fomos para a estrada e, como o percurso era longo, optamos pela pedagiada. Tira-se ticket na entrada na rodovia e, ao sair, faz-se o pagamento proporcional ao percurso realizado. Utilizamos as pedagiadas quando não existem cidades a visitar no percurso, pois os acessos distam cerca de 100km.

Porém, ao sair, novamente nosso cartão não foi aceito. Tentamos pagar em dinheiro. Mas a máquina não aceitou a nota de 20 euros (era uma nova emissão). Depois de muitas tentativas, incluindo o telefone de emergência, inserimos uma nota de 50 euros, aceitou mas recebemos o troco de 40 euros em moedas!
Saímos da autoestrada, e fomos conhecer a pequena cidade medieval de Sommières.
Ponte de Sommières - San&Dan
Sommières: cidade medieval, situada em entroncamento comercial, desenvolveu-se a partir da construção da ponte, na época. O Château, construído no alto do morro, era auto-sustentável e emitia suas próprias moedas. Ao longo dos anos, foi transformado em fortaleza militar, prisão, refúgio e isolamento de luteranos que não queriam se converter ao catolicismo. No início do séc. XX, foi moradia de pessoas pobres (cortiço?), até que finalmente, nos anos 1950, já tendendo à ruinas, foi inscrito como patrimônio. Desde então, tentam manter o que restou do castelo que, combinado com a cidade medieval, é atrativo histórico e turístico.
Estacionamento - San&Dan
Estacionamos fora da cidade (do outro lado do rio), com ponte e passarelas. Na parte histórica, ruelas e passagens curiosas, casario e linda torre do relógio.
Passagens estreitas e baixas - San&Dan
Outra passagem ... - San&Dan

A entrada da escadaria de 1765! - San&Dan
Torre do relógio (frente) - San&Dan
 Fomos ate a igreja St. Ponds (séc. XVI), muito bonita e decorada, mas totalmente às escuras, usamos flash que ajudou um pouco...
Igreja St. Ponds - San&Dan
Altar principal e laterais - San&Dan
Voltamos para motorhome, para almoçar, pois o castelo (Chateau) somente abriria às 14h. 
Torre do relógio (fundos) - San&Dan
Rua de comércio - San&Dan
Outra porta de entrada na cidade - San&Dan
Passagens estreitando - San&Dan
O outro lado da ponte com pequena queda d'água - San&Dan
 Fizemos o longo percurso, sempre à subir, até chegarmos ao Chateau. Ali restam apenas a torre e a capela (recém restaurada); o restante em ruínas.
Vista do castelo ao longe - San&Dan
Parada para foto com camiseta do G7 - San&Dan

Antiga sala ogival - San&Dan
Uma das muitas seteiras de defesa - San&Dan

Pátio interior e parte externa da capela - San&Dan
Com sol escaldante, seguimos para Ales, onde havia Àrea de Serviços, mas o acesso exigia um cartão específico (solicitado por uma máquina de sistema automático). Desistimos.
Pela estrada - San&Dan
Rodamos até Bagnols-sur-Cèze, onde encontramos linda Área de Serviços gratuita. A experiência nos ensinou que, quando algo não dá certo, encontra-se algo melhor!
A visita à cidade fica para a próxima postagem. 
Até logo!

Narbonne - San&Dan